quinta-feira, 18 de abril de 2013

Ele chegou, o amor chegou. Bateu em minha porta e eu abri, seja-bem vindo, amor



Parece que são anos de relacionamento, parece que são anos de cumplicidade, carinho e afeto, parece tantas coisas, mas nem todos os ‘pareceres’ são capazes de revelar a essência do que sinto. Nem o infinito transcende o que és para mim. Nem todas as palavras, todos os EU TE AMO, todos os sorrisos, pulos, gargalhadas, horas de conversa, nem todos os olhares. Se pegarmos Leonardo da Vinci quando diz: "As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar”, nem isso é capaz de externar meus sentimentos.
Nada é capaz de traduzir a orquestra sinfônica, ou a engrenagem que você aciona quando chega perto de mim, quando me toca, me abraça, quando me faz carinho e quando sorri. Seus olhos são como jabuticabinhas de diamante, brilham, brilham muito. Seu perfume me embriaga e me revigora e sua voz me faz prosseguir. Pedro, glorifico a Deus pela fidelidade dEle, por verdadeiramente ter me dado a perfeição, você! Meu pequeno príncipe. Valeu a pena esperar!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é de suma importância. Ele será exibido após minha aprovação. Obrigada. Volte sempre. Thayra Azevedo