sexta-feira, 15 de junho de 2012

Só o amor de Deus explica ♥



Tem dias que você acorda se sentindo como Jó, sem nada... como se nem você mesmo tivesse valor. Se sente como um pó e não consegue ver a luz do sol brilhando. Levanta da cama sem estímulo e observa que apesar de ter motivos para se entristecer não pode permanecer com este sentimento negativo, afinal, o dia te acordou e você precisa lutar.

As tempestades da vida vêm e vão, algumas vezes em intervalos pequenos, outras nem passam. Existem alguns tipos de problemas que levam anos para serem resolvidos, principalmente quando é dentro de nós mesmos. Por tempos, clamamos a Deus e parece que absolutamente nada muda, que permanece inerte, sem alterações. Fazemos campanhas, jejuns, promessas e propósitos, choramos... e nem um dia se quiser esquecemos de clamar por aquilo que nos incomoda tanto, mas pode ser que estejamos pedindo para Deus de forma errada.  O tempo passa e nada acontece, pelo contrário aquilo pode até aumentar. O que será que estamos fazendo de errado? Alguma coisa não se encaixa e não entendemos a razão de tamanha luta, dor ou dificuldade.

Como está em I Pedro, Deus nos prova a fé o tempo inteiro, como um oleiro testa o fogo, Deus testa nossa confiança nEle. De nossa alma ecoa: “Deus, não aguento mais, estou ficando até mesmo irritada e triste, eu não aceito isso. O que fazer?” As dificuldades são tão grandes que pensamos em mil soluções, até mudar de país, mudar a rotina, afinal, queremos ser feliz!

Aí que paramos, refletimos e entendemos que estamos sendo estúpidos, querendo vencer com a nossa própria força e inteligência. O que fazer neste momento? Clamar a Deus mais uma vez e pedir para Ele ter misericórdia, só assim podemos sentir um refrigério na dor que tanto tem nos consumido e até mesmo nos deixando cansados. Tem coisas que só o amor de Deus explica. E nós nunca poderemos entender a causa de alguns problemas, mas muitos deles, nós mesmos quem plantamos. Nossas escolhas e pensamentos podem nos enganar. Precisamos ter cuidado com o que desejamos, nossas emoções são um perigo para nós mesmos!

“Foi assim que Deus mostrou o seu amor por nós: ele mandou o seu Filho ao mundo, para que pudéssemos ter vida por meio dele. E o amor é isto: não fomos nós que amamos a Deus, mas foi ele que nos amou e mandou seu Filho para que por meio dele, os nossos pecados fossem perdoados”. (1 Jo 4:9-10 NTLH)

Thayra Azevedo

segunda-feira, 11 de junho de 2012

Amor platônico


Eu te amo no silêncio, nos meus gestos mudos e nos meus sorrisos sinceros
Eu te amo nas minhas lágrimas, no meu aperto no peito e no meu olhar
Que quando se encontra com você não consegue parar de te desejar
Eu te amo de uma forma que não consigo controlar, nos sonhos, nos planos e na realidade
Eu te amo quando sinto saudades e não posso expressar
Eu amo nos versos mudos e no gritar do meu coração
Eu te amo só na possibilidade de poder te abraçar...
Eu te amo em silêncio e você nem imagina isso
Se imagina finge não perceber, pois um dia você disse em duras palavras e com um olhar tão doce não me querer...

Thayra Azevedo

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Vontade de: Petit gateau de café

Hoje teremos uma dica de gastronomia. Amo esta arte de criar, experimentar e despertar nas pessoas o prazer através do paladar, algumas vezes pela mistura de sabores, outras pelo tempo ou até mesmo pelo amor com que se é feito o prato. Ando ausente da cozinha... sem tempo e sem alguém para apreciar minhas invensões, eu mesma não tem tanta graça, mesmo assim não desisto (risos). Para quem é apaixonado nada impede de realizar uma vontade! Hoje trago uma receita maravilhosa.






Petit gateau de café

Ingredientes
3 colheres (sopa) cheias de pó de café
1 xícara (chá) de água quente
200 g de chocolate ao leite picado fino
3 colheres (sopa) de manteiga
1 xícara (chá) de açúcar
4 ovos
1 xícara (chá) de farinha de trigo

MODO DE PREPARO
Prepare o café com a água indicada. Ainda quente dissolva o chocolate e a manteiga.
Junte o açúcar, os ovos e a farinha. Coloque em forminhas untadas e enfarinhadas e congele para formar o petit gateau. Antes de servir, asse ainda congelados em forno pré-aquecido (180ºC). O petit gateau estará no ponto quando suas laterais estiverem firmes e o centro amolecido.


terça-feira, 5 de junho de 2012

Aprendendo a esperar



Eu confesso que estou aprendendo a esperar. Minha vida nos últimos tempo passou várias vezes por grandes mudanças. A ausência por aqui é uma prova disso. 
E com isso tudo existe algo dentro de mim que me faz ter esperança de coisas que aos olhos humanos são impossíveis. Mas hoje, mesmo querendo me entregar para a vontade de não querer acreditar mais, não por falta de fé, mas por não querer sofrer, minha amiga me posta esta imagem com esta frase. Talvez seja mesmo a resposta que tanto preciso.
‎"Os propósitos de Deus foram feitos não para sempre compreendidos a primeiro momento, mas sim cridos até o último instante". 
Elnatan Rodriguês 

sexta-feira, 1 de junho de 2012

Versículo do dia


‎"Mas, quando vier o que é perfeito, tudo o que é imperfeito desaparecerá." 

1 Coríntios 13:10