terça-feira, 8 de maio de 2012

Olhos de esmeralda

Não me pergunte o motivo de tanta inspiração
Talvez seja a crença de que nesses versos mudos
Você irá saber o que ainda se passa dentro de mim
Não me pergunte o motivo de tanto suor nas mãos
Do coração disparado e da esperança no olhar

Olhos verdes de esmeralda brilhante
Como gostaria que fossem meus,
Como gostaria que me olhasse fixamente
Dizendo que o momento certo de tudo chegou

Somente meu ser revela quem tu és
Talvez nem eu saiba da sua existência
Mas meu coração sabe,
Minha mente se lembra nitidamente de cada gesto seu
De cada palavra, doce e dura e, do seu olhar

Ah olhos de esmeralda, me olham com doçura
E me profere palavras tão duras...
Não te condeno por não acreditar em mim...
Eu mesmo nunca escolhi te perceber
Mas oro sempre que me lembro,
Oro para Deus me levar para bem longe de você
Em um mundo que não exista pensamentos e vontades de te ter

Thayra Azevedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é de suma importância. Ele será exibido após minha aprovação. Obrigada. Volte sempre. Thayra Azevedo