domingo, 30 de janeiro de 2011

Tenho medo (confissões de uma jornalista recém-formada)

Já se passou um mês e agora que estou começando a notar que não sou mais estudante de jornalismo, já sou uma jornalista formada. Ual. Isso parece incrível! Parece mesmo, mas será que eu sou uma boa jornalista? Ai, não sei... será que vou conseguir ser o que eu quero ser? Não sei se escrevo bem, se entrevisto bem, se falo bem... pelo menos tento fazer o meu melhor. Ah, mas diagramar eu sei, pelo menos de fome não morro! Rsrs

Não vai adiantar eu querer ser igual a ninguém, cada jornalista é diferente. Cada um com seu talento, bagagem cultural e amor ao que faz. Sei que tem muita coisa para eu aprender, para melhorar, e agora que já formei não adianta desistir. Começo então, uma nota etapa, não sou mais acadêmica, agora sou jornalista. Que responsabilidade!

Então, quais são as minhas maiores responsabilidades nesta profissão? O que posso fazer para contribuir com mudanças, com a melhora do mundo e até cumprir com meu juramento de informar a verdade, etc e etc...? Quantos questionamentos, ai que frio na barriga, que arrepio na espinha... ESTOU COM MEDO!

A ficha ainda não caiu. Acabou! Os quatro anos se passaram e parece que nem vi. Estou com saudades dos amigos, dos professores, dos estudos, dos sacrifícios, das provas, das trocas de informações e medos dos futuros jornalistas e, até da monografia!

Confesso, agora será diferente, eu sou jornalista. Profissão de peso deve ser por isso que estou com medo! Rsrs Tenho medo, você tem? Eu tenho!

Thayra Azevedo

3 comentários:

  1. Não se assuste taaanto assim com o medo. Ele é importante, ele é a sua segurança...
    Sobre essa profissão sórdida que escolheu, você vai tirar de letra. Pode ter certeza!

    ResponderExcluir
  2. hahahaha! a imagem do gato é perfeita pra ilustrar tudo iso... sensacional hehehehe!

    ResponderExcluir
  3. Ainda sou estudante de jornalismo. Vou me formar, agora, no final do ano. E antes de ser um jornalista com diploma já sinto essa responsabilidade. O medo, também sinto, mas creio que vou sentir mais quando me formar. O peso das responsabilidades da profissão (não só do jornalista, mas qualquer outra), realmente, assusta!

    ResponderExcluir

Seu comentário é de suma importância. Ele será exibido após minha aprovação. Obrigada. Volte sempre. Thayra Azevedo