quinta-feira, 26 de março de 2009

Eu flor

Desde criança ouvia dizer que eu era uma flor Fui cultivando isto dentro de mim Talvez tenha criado raízes tão grandes e profundas Que ao crescer e me tornar jovem me confundiam com as flores Por eu viver escondida no meio do jardim Passava desapercebida, o verão vinha e eu me alegrava O outono e o inverno davam o ar da graça e eu murchava Na primavera me arrumava a procura de um amor e nada Porque eu me escondia no meio das flores irradiadas Fui crescendo até que um dia você me encontrou Escondida no canto do jardim a espera de um amor Desde esse dia não preciso mais me camuflar Posso ser a rosa mais vermelha e a flor mais cheirosa Tudo isto para te agradar
Thayra Azevedo

Um comentário:

  1. Este sim é um belo poema... cheio de vida e amor. Belas palavras!
    E seu blog sempre belo...

    Um dia quero escrever assim também.

    Beijos querida.

    ResponderExcluir

Seu comentário é de suma importância. Ele será exibido após minha aprovação. Obrigada. Volte sempre. Thayra Azevedo