sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Não, não dá, sem propósito não dá para viver, não dá!

Acordo todos os dias por volta das 8 horas da manhã, ás vezes durmo mais um pouco, vantagem essa que tenho agora já que meu horário de estágio mudou. Um das primeiras coisas que faço, ainda na cama, é pensar em meu dia, definir metas e planos que irei cumprir, assim que meu corpo permitir que eu me levante. Em um dia desses, comum a meu ver, me deparei com a importância de planejar, ou melhor, de ter propósito na vida. É absolutamente monótono quem não tem o que fazer. Eu não serviria para ser assim. Por mais que reclamemos de nossas mil e umas tarefas, é impossível viver ao vento. O ser humano precisa de motivação, não dá para viver sem esse combustível. Planejar, segundo o dicionário é: fazer o plano de; tencionar; projetar; idealizar. Exatamente, projeção. Engraçado falar sobre isso, nem sempre consigo cumprir a risca tudo que almejei em meu dia, no entanto eu tive um motivo para levantar. Sempre ouço as pessoas reclamarem de serem multi-uso, uma espécie de bombril, em seus trabalhos, em casa, com o marido, com as crianças. Paro para refletir o que elas passariam a reclamar, caso não tivessem o que fazer. Minha mãe é uma delas, quando não tem tarefas a cumprir reclama de ficar ao vento, horas depois consegue uma distração e reclama de dores na coluna, deve ser a idade. Na verdade sem propósito não dá para viver. Ao acordar pela manhã, pode se questionar com a seguinte frase. “Para que vou acordar? Não tenho trabalho para ir, nem roupa para passar, nem comida para fazer, nem muito menos casa e filhos para cuidar! Vou dormir mais.” E assim vai por todo o dia, semanas, meses, e até anos. Xô, falta de propósito! Determinei uma meta em minha vida, todas as manhãs farei uma análise das tarefas diárias e como as realizarei, creio que assim me organizo e ocupo minha vida, sem riscos de ‘monotoniedade’. Não desejo ser uma pessoa parada, ou nem mesmo uma ‘formiguinha atômica’, apenas uma pessoa comum, com tarefas comuns e mente equilibrada. Pense só, como dá para se equilibrar sem propósito de vida? Não, não dá! Se até os pássaros, flores e plantas têm seus determinados objetivos: as plantas nascem, crescem se reproduzem e morrem. Como eu não terei? Claro, eu posso aproveitar a idéia das plantas e administrá-las em minha vida, me tornando um ser humano equilibrado e com objetivos e sonhos. A vida é alimentada de sonhos, não deixe de sonhar, se ainda não os encontrou, procure direito no seu baú interior, garanto que sua vida se tornará mais interessante.
Thayra Azevedo
*Texto escrito para a disciplina de Técnicas de Reportagem II

2 comentários:

  1. Tive a impressão de já ter lido...
    hehehehe

    ResponderExcluir
  2. Puts... Já ate imaginei-me fazendo algumas coisas citadas no texto! rs

    Beijo grande

    ResponderExcluir

Seu comentário é de suma importância. Ele será exibido após minha aprovação. Obrigada. Volte sempre. Thayra Azevedo