quinta-feira, 7 de novembro de 2013

Em dias cinza, olho para o céu!

Há dias que nos encontramos profundamente tristes, olho pela janela lateral da sala onde
me encontro e o dia parece deprimido. A chuva com seus pingos gelados e molhados comprovam que o dia está cinza, nublado, frio. Uma espécie de inferno em tempos de primavera. Há dias que estamos igualmente ao clima.

O dia parece hoje, em que uma espécie de avalanche surpreende você, depois de algumas horas do começar do dia. Uma situação chata, lembranças ruins, e até mesmo a análise de pontos da sua vida que não estão da maneira que desejaria.

Faz algum tempo que não escrevo nem alegrias nem tristezas, faz algum tempo que um giro de 180º eu vivi em minha vida. Tempos melhores vieram em determinadas áreas, porém entende-se que as aflições existem e que não se está absolvido de tempos escuros, dias frios e cinzas.

Hoje é um desses dias, em que a tempestade parece mais clara, os trovões mais fortes e o frio mais intenso. Em que a dor, os questionamentos e preocupações se transformam em avalanche e tentam nos afogar. Sinto-me indiferente, triste, em minha mente aparecem situações que não são comuns, principalmente esta estranha fase de não conseguir se aprofundar e enraizar em certas relações de amizade e até mesmo trabalho. Talvez seja um deserto que eu esteja atravessando, em que no final direi que valeu a pena! O fato é que por muitas horas eu não reconheço essa minha indiferença e dificuldades em criar raízes, em especial de amizades.

No amor vai tudo muito bem, o presente que aguardei ansiosa por dias e dias de minha vida já não é mais promessa, se tornou fato consumado e meus sorrisos a ele pertencem. Embora esta questão da vida esteja resolvida, outras me parecem estranhas. Amizades, profissão...

Talvez seja o deserto, a fase do aprendizado nas dificuldades, pois bem se sabe que há razões para todas as coisas acontecerem! Me pego olhando para o céu cinza com nuvens carregadas de chuva, lá fora chove, e aqui dentro também. Mas creio que por hoje, hoje seria o momento de refletir o que está acontecendo. Não me sinto bem... Porém sei que há quem interceda por mim e a palavra de que a alegria vem ao amanhecer é certa!


Não preciso remoer dores, mas não posso passar por cima, ignorando a existência delas. O meu tempo de cantar chegará enquanto isso, eu olho para o céu, onde minha esperança está!

Thayra Azevedo

quarta-feira, 24 de julho de 2013

Artista cria personagens em miniatura interagindo com comidas

Estou simplesmente fascinada com essa ideia, uma inteira viagem! 
Eu confesso que não tenho palavras....


Chistopger Boffoli é um artista (maluco) rs  que trabalha com miniaturas. Ele encaixa bonequinhos em cenários curiosos envolvendo comida. Como se as personagens habitassem um mundo feito de comida. São elementos cotidianos, cenas do dia-a-dia em miniatura, mas desenhadas com comida. Eu amei!

Veja mais neste link



segunda-feira, 17 de junho de 2013

O amor que tenho para te dar

O amor que tenho por ti guardei a vida toda em um potinho para te dar
Guardei a vida toda sem saber que o que senti antes de você não era amor
O amor que tenho por ti guardei até você chegar
O amor que tenho por ti, é verdadeiro, é real e cresce a cada novo estar
Você é verdadeiramente o amor da minha vida
Por muito tempo me enganei pensando saber amar, mas quando você chegou
Me provou que as tentativas não foram em vão, elas foram necessárias para me fazer voar
Você é hoje, ontem você foi e para sempre será o amor da minha vida
O que tenho para te dar não vem de mim, vem do Pai que sabe o que é amar
Eu te amo, eu te amei e sempre vou amar, você é a melhor parte de mim
E posso afirmar que hoje só com você eu sei caminhar!

De Thayra Azevedo

Para Pedro Henrique Alves de Oliveira, meu verdadeiro amor

sexta-feira, 14 de junho de 2013

Tem dias...

Tem dias que alma deseja silêncio, ouvir apenas seus próprios sussurros...
Tem dias que os risos desejam aquietar-se, sorrir para si mesmo...
Tem dias que você precisa da sua própria compreensão...
Tem dias que apenas a companhia dos seus eus é suficiente...
Tem dias que só dentro de você tem cor e tudo lá fora perde a graça
Tem dias que sorrir é de graça e ser feliz não custa nada!

Thayra Azevedo

quarta-feira, 12 de junho de 2013

O amor

E se tem melhor tempo para falar de amor que 12 de junho, que mês das noivas, que
primavera, que inverso, que verão... ah tudo é amor, em todo tempo queremos e falamos de amor, até mesmo quem não acredita, fala dele, defende ele... o amor rege o mundo.
Deus é o próprio amor e isso é indiscutível e em uma data como essa Dia dos Namorado o amor é o chefe, o convidado principal. Internet, jornal, redes sociais, restaurantes, igrejas, cartas, diários, diálogos... exalam amor.
A palavra de Deus já diz: ... Não é bom que o homem esteja só... Gn 2:18. Sim, todos precisamos de alguém... Melhor é serem dois do que um... Eclesiastes 4:9 a e tantos outros versículos. Poetas, escritores, autores de filmes, livros, novelas falam de amor e eu também quero falar. Não só porque hoje verdadeiramente sei o que é o amor, mas porque aprendi que existe um amor, além disso, tudo e é dele que desejo falar, que tenho sede em beber e saudades de sentir quando eu mesma me afasto, o amor presente em João 3:16 confirmado em I João 3:16. Hã, não é coincidência que ambos falam do mesmo amor.
“Conhecemos o amor nisto: que ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos.”  1 João 3:16
“Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.” João 3:16
Um amor perfeito, sem máculas, brigas ou cobranças. Mas um amor acima de tudo, que nunca abandona, nunca traí e que tem ciúmes, sim, ciúmes, DEUS deseja que sejamos exclusivamente dEle, não aceita nos dividir. Ele PODE TUDO, é nosso Pai e criador.
Neste dia, que trazer a memória o que me dá esperança o amor de Jesus por nós. O verdadeiro e incondicional AMOR. Seja qual for a crença, a certeza que tenho é que Deus nos ama absurdamente e é o amor que vale a pena. Ah vale muito a pena.

No amor de Jesus.

FELIZ DIA DOS NAMORADOS



O QUE PODE ESTAR ACONTECENDO NO CÉU
Todo o Céu estava em agitação! A hoste angelical estava na "ponta das asas" desde domingo à noite, esperando... observando... imaginando. Todos os olhos celestiais estavam fixos no entusiasmado Pai assentado em Seu trono, adornado em todo o seu esplendor. Uma miríade de serafins iluminados fitavam o Seu terno rosto, imaginando o momento em que Seus lábios finalmente profeririam as palavras tão esperadas.
As horas passavam, e a expectativa crescia. Foi somente na segunda-feira, às sete e meia, que Ele. finalmente, chamou o arcanjo para o seu lado. Parecia que Ele estava rindo, enquanto sussurrava alguma coisa no ouvido de Miguel. O céu alvoroçava-se de curiosidade.
Com um sorriso exultante, o mensageiro do Rei posicionou-se perante a hoste celestial. Um audível "ssshhhhhh" ressoou entre a curiosa multidão. Cada serafim e querubim estava quieto, esperando... observando... imaginando.
O radiante arcanjo comprimiu o lábio, tentando reprimir e controlar a sua própria ansiedade. Depois de uma pausa, que pareceu durar um milênio, Miguel começou a falar com alegria radiante e risos incontroláveis: - Meus amigos, sua voz ecoou pelos céus, o Pai diz que É CHEGADA A HORA!
Trepidação de asas, sons de harpas, pés de anjos dançando sobre as ruas de ouro. É chegada a hora! Finalmente a hora chegou!!! E todo o Céu estava exuberante!
O pipoqueiro chegou assim que começavam a abrir as cortinas. Todos os ansiosos serafins se acomodavam nos assentos. Enquanto o filme começava, o Pai, todo exultante, inclinou-Se e cutucou Miguel, dizendo: - Fui eu mesmo quem uniu esses dois. Miguel, rindo daquela afirmação tão conhecida, deu uns tapinhas amigáveis nas costas do seu Herói, o Grande Diretor dos Estúdios Universais. (...)

*Trecho do livro Romance à Maneira de Deus,  Eric e Leslie Ludy

terça-feira, 4 de junho de 2013

Eu fiz lá em casa: Risoto aos 3 queijos ou Piamontese incrementado

Tem umas duas semana que eu preparei um jantar especial para o amor, com a ajuda dele. Ele adora me ajudar. 
Na verdade eu queria que ele perdesse o trauma de comer arroz à Piamontese. Então eu fiz o arroz mais elaborado e dei o nome de Risoto aos 3 queijos.
Depois que ele comeu eu disse: Amor, você acabou de comer Arroz à Piamontese, hehe.

Vamos a receita:

Ingredientes:
Arroz pronto
1/2 cebola
Azeite ou 1 colher de manteiga
Temperos a gosto
Mussarela picada
Parmesão ralado
Provolone temperado picado (pode substituir por gorgonzola ou simplesmente acrescentá-lo)
Leite
1 Creme de Leite

Preparo:
Eu peguei o Arroz já pronto, em uma panela coloquei a manteiga com a cebola picadinha (pode ser azeite), depois joguei o arroz. Mexi, coloquei o creme de leite, joguei os queijos picados mussarela e provolone e o parmesão ralado, coloquei leite e mais arroz e temperei.
Meu Deus, que delícia.
Decorei o prato com salada e servi.
Ah ganhei o marido rsrs

Pode ser acompanhado de filé de frango grelhado ou a milanesa ou a carne que desejar!

quinta-feira, 23 de maio de 2013

Minha amante, GASTRONOMIA


Quem me conhece sabe o quão apaixonada sou por GASTRONOMIA, meu sonho sonhado diariamente é com a graduação em Gastronomia, minha monografia na faculdade de jornalismo foi sobre Jornalismo Gastronômico, mais precisamente: JORNALISMO GASTRONÔMICO: UM ESTUDO COMPARATIVO ENTRE O CADERNO PALADAR E AS COLUNAS BOCA NO MUNDO E ANA MARIA BRAGA. A gastronomia está em meu sangue... a culinária, o amor à cozinha. Lá em casa o talento é hereditário! Tia avó, vó, pai, mãe, diga-se de passagem que quem ensinou, ou estimulou os dotes de minha mãe foi meu pai. Ele ensinou ela a cozinhar quando ela tinha 17 anos. Meu irmão também é ótimo na cozinha, começou por sobrevivência. Vou falar do meu caso de amor com a cozinha.
Antes de ser cozinheira, sou boa de comer. Eu fui uma criança gordinha, reflexo da boa comida lá de casa, dos doces, das massas. Como nasci magrinha, papai dava Biotônico e tacava comida pesada, o estômago da pequena foi dilatando e junto o coração, amante da boa comida. Até hoje minha mãe fala: A Thayra adora comida mirabolante, esse negócio de arroz e feijão puro não é com ela, tem que ter um ‘tuf’ ou um enfeite. Sim, ela está coberta de razão, ah mãe tem razão, né?! É até engraçado discordar.
A primeira vez que eu tive contato com a cozinha como chef mirim, foi aos nove anos, aprendi a fazer farofa (uma das minhas paixões), minha vozinha me ensinou uma de suas especialidades. A farofa da dona Wolda é de comer de joelhos, tem uma fama e tanta. Mas não só de farofa vive o homem, nesta época eu fazia muita comida para minha mãe, principalmente miojo (ela A – D – O – R – A comida no café da manhã, miojo nem se comenta), eu fazia quando ela passava mal, era para dar um UP.
Fui crescendo sempre na cozinha, sempre mesmo, fui ganhando seu espaço e hoje sou uma excelente cozinheira, mas meu maior segredo é o amor. Gosto de revelar meu amor através da comida. Meus amigos, meus parentes, meus sogros e meu amor, amam...
Eu introduzi isso tudo (acho que é coisa de jornalista, e além disso, saudades de escrever e escrever sem regras), para falar da BATATA AO FORNO. Sim, esse foi o primeiro prato que o amor, Pedro, meu futuro, muito breve, esposo (esse conto depois) degustou em sua primeira visita lá em casa. cozinhei porque minha mamis fez propaganda da filhota ‘mãos de amor’. Não podia decepcionar. Peguei o homem pelo estômago também. E segredinho, ele ama cozinhar e me ajuda nos pratos mirabolantes que amo inventar e reproduzir.
Segue, então a receita da batata conquista namorado, by Thayra Azevedo.

INGREDIENTES:
1 kg de batatas (já descascadas e em rodelas grossas)
1 caldo de carne, galinha ou bacon (sua preferência)
1 lata de creme de leite
Leite a gosto
Maisena a gosto
Sal a gosto (sopa) manteiga
½ cebola picadinha
1 colher (
Temperos a gosto
200 g de mussarela
150 g de presunto
200 g de parmesão ralado

PREPARO:
Cozinhe as batas com o tablete do sabor de sua preferência, eu coloquei de bacon. Deixe-as ao dente. Depois escorra e reserve.
Faça o molho branco: Coloque em uma panela a manteiga (pode ser azeite, mas a manteiga tem um gosto diferente) e a cebola e doure um pouco. Jogue os temperinhos. Depois dissolva a maisena no leite e jogue, misture, misture o creme de leite, tempere com sal. E deixe cozinhar o seu molho. Jogue um salpicado de parmesão.
Monte: Em uma refratária, jogue leite para untar, e vá colocando batatas até fazer uma camada, coloque queijo e presunto a seu gosto, uma camada de molho. A minha deu 3 camadas aproximadamente. Arrematei com molho e preenchi com leite para não grudar, pois o forno seca e salpiquei muitooo parmesão.
Levei ao forno para gratinar por 30 minutos ou mais e servi. Com salada e até mesmo carne.
É de enfartar de delicioso.
Bom apetite!

Thayra Azevedo

Eu farei: Bolo na caneca



INGREDIENTES
1 ovo pequeno
4 colheres (sopa) de leite
3 colheres (sopa) de óleo
2 colheres (sopa) rasas de chocolate em pó
4 colheres (sopa) rasas de farinha de trigo
4 colheres (sopa) rasas de açúcar
1 colher (café) rasa de fermento em pó

MODO DE PREPARO
Na própria caneca onde irá consumir, coloque o ovo e bata bem com um garfo
Coloque o óleo, o açúcar, o leite e o chocolate e bata mais
Coloque a farinha de trigo e o fermento e misture delicadamente até encorpar
Leve ao forno microondas por 3 minutos em potência alta

Dicas: a caneca deve ter capacidade mínima de 300 ml. A massa crua é mais mole que um bolo normal, mas não aumente a farinha, senão o bolo ficará duro. Pode ser servido quente, com caldas, coberturas, castanhas, sorvete e o que mais a imaginação mandar.

terça-feira, 30 de abril de 2013

Saudades da infância


Tem dias que sinto vontade de voltar a ser criança,de deitar no colo da mamãe, de correr pela casa, de dar gargalhadas gostosas, de pisar na lama e rir com carinha de quem acabou de aprontar. Rolar no chão e até mesmo saudades de fazer pirraça. Saudades de ser inocente, de não ter preocupações, de ser um anjo. Saudades de sentir os adultos apertando minhas bochechas cor de rosa e até chorar, mas logo esquecer, afinal sou criança e é festa todos os dias! Saudades da infância, mas bem sei que agora eu cresci e daqui a anos eu terei essa oportunidade, não de ser, mas de ter...

Thayra Azevedo

sexta-feira, 26 de abril de 2013

Hoje o dia é de: Sanduíches de sorvete



INGREDIENTES:

BROWNIE
- 8 colheres de sopa de manteiga sem sal, em temperatura ambiente
- 1 xícara de açúcar cristal
- 2 colheres de sopa de cacau em pó, e um pouco mais para a forma
- 2 ovos
- 1 colher de chá de essência de baunilha
- 3/4 xícara de farinha de trigo
- 1 pitada de sal

SANDUICHE DE SORVETE
- 1L de sorvete de creme, ligeiramente amolecido
- 900g de chocolate ao leite, em lascas ou gotas
- 1 colher de chá de óleo

MODO DE PREPARO:
1. Pré-aqueça o forno a 180ºC. Unte uma assadeira retangular de 33X22cm e forre com papel manteiga, unte também o papel e polvilhe com cacau em pó. Reserve.
2. Na tigela da batedeira, bata a manteiga, o açúcar e o cacau em pó. Quando a mistura estiver cremosa e homogênea, adicione os ovos, um de cada vez, incorporando bem após cada adição. Adicione a baunilha.
3. Com a batedeira em velocidade baixa, adicione a farinha e o sal. Misture até misturar. 4. Espalhe na forma preparada e asse até que a superfície esteja brilhante, ou por aproximadamente 10 ou 15 minutos. Retire do forno e deixe esfriar completamente.
5. Desenforme o brownie e corte ao meio. Espalhe o sorvete em uma das metades e cubra com a outra metade. Congele por 2-4 horas, até ficar firme.
6. Corte o sanduíche em porções menores. Insira palitos de picolé de madeira e leve ao freezer por mais uma hora.
7. Derreter os pedaços de chocolate com o óleo no microondas em intervalos de 30 segundos, até que o chocolate esteja derretido e liso. Mergulhe cada sanduíche de sorvete no chocolate e deixe sobre uma folha de papel manteiga para que a cobertura endureça levemente.
8. Embrulhe em papel vegetal e congele até a hora de servir.

quinta-feira, 18 de abril de 2013

Ele chegou, o amor chegou. Bateu em minha porta e eu abri, seja-bem vindo, amor



Parece que são anos de relacionamento, parece que são anos de cumplicidade, carinho e afeto, parece tantas coisas, mas nem todos os ‘pareceres’ são capazes de revelar a essência do que sinto. Nem o infinito transcende o que és para mim. Nem todas as palavras, todos os EU TE AMO, todos os sorrisos, pulos, gargalhadas, horas de conversa, nem todos os olhares. Se pegarmos Leonardo da Vinci quando diz: "As mais lindas palavras de amor são ditas no silêncio de um olhar”, nem isso é capaz de externar meus sentimentos.
Nada é capaz de traduzir a orquestra sinfônica, ou a engrenagem que você aciona quando chega perto de mim, quando me toca, me abraça, quando me faz carinho e quando sorri. Seus olhos são como jabuticabinhas de diamante, brilham, brilham muito. Seu perfume me embriaga e me revigora e sua voz me faz prosseguir. Pedro, glorifico a Deus pela fidelidade dEle, por verdadeiramente ter me dado a perfeição, você! Meu pequeno príncipe. Valeu a pena esperar!

Hoje é dia de BATATA RECHEADA

Quem me conhece sabe que amo GASTRONOMIA e encontrei essa receita que me encantou.



Batata Recheada

[Ingredientes]
2 batatas grandes inteiras
100g de manteiga
100g de parmesão
óleo vegetal
60ml de natas
60g de queijo ralado
sal
creme de leite (opcional)

[Modo de Preparo]
Pré-aqueça o forno a 200 ° C.
Com uma faca afiada faça uma incisão ao longo das batatas. Tenha cuidado e Pare antes de chegar ao final da batata. Não queremos cortar as batas ao meio, só abrir espaços.
Agora com a batata já segmentada, coloque alternadamente uma porção de manteiga e um porção de parmesão.
Passe a batata para uma forma já untada, nossa dica é untar com óleo vegetal e salpique um pouco de azeite sobre a batata. Tempere com sal a gosto.
Cozinhe as batatas por aproximadamente uma hora. Após 45 minutos, retirar a forma do forno. Despeje o creme de leite por cima e polvilhe-a com o queijo ralado favorito.
Volte ao forno para os restantes 15 minutos e pronto, sua batata recheada está pronta para comer!

sábado, 16 de março de 2013

Não tenhas vergonha

Gordo, magro, alto, pequeninho, não tenhas vergonha
Cada ser é único e limitado
Valorize o que vem de dentro,
A risada gostosa,  conversa agradável e o
 conhecimento que ninguém rouba
Valorize o que és e não o que tens
Mas deseje ter mais: amor, amigos, saúde, conhecimento
Coisas simples na vida, como tomar banho de chuva
Não tenhas vergonha de ser quem és, somos edições limitadas
Por essa razão somos tão preciosos!
Seja ruivo, loiro, moreno, japinha, cada um tem sua essência
E é essa que te faz ter valor!

Thayra Azevedo

domingo, 20 de janeiro de 2013

Momento reflexão


Como tem tempo que não escrevo, confesso que não sei o que irá sair nas próximas linhas. Hoje resolvi fazer uma reflexão, daquelas de final de ano, mas a minha se aplica ao início. Durante 365 dias muitas coisas acontecem, coisas tão grandes capazes de mudar o rumo da nossa história.
Especificamente neste dia estou pensando muito sobre amigos e pessoas. Alguns passaram foram importantes em alguns períodos, mas como fumaça, sumiram, outros se afastaram por suas próprias razões e outros que parecem que estão indo. Alguns eu sinto muita falta, falta de abraçar, de sorrir, de contar casos... outros lembro, mas não mexem tanto com o meu coração. É estranho, mas algumas pessoas que disseram serem amigos desapareceram de nossas vidas... deixaram saudades e nenhuma explicação.
Parece que a vida seleciona aqueles que precisam ficar. Estou mesmo melancólica e talvez me sentindo idiota por ter valorizado que não deveria.
Essa reflexão se estende a quem sou eu... Talvez eu precise de mais Cultura, mais conhecimento... precise  ser uma pessoa melhor!
Apesar de ter começado um novo ano, não sou muito de escrever o que foi e o que virá, mas todos os dias eu tenho uma meta, no mês e em consequência no ano. Tenho objetivos que desejo alcançar... e essa parte de amizade faz parte dela, a parte de quem sou eu, o que quero para mim... preciso valorizar o que tenho, enquanto tenho!