quarta-feira, 19 de outubro de 2011

Desperta tu que dormes

“Desperta, tu que dormes, e levanta-te dentre
os mortos, e Cristo te alumiará”. 
(Efésios 5.14)




Um novo tempo chegou, o da separação de profetas. Jovens são o futuro da nação e os conquistadores de Cristo.
O versículo acima poderia ser colocado apenas com a primeira parte, mas Deus quer despertar todos, e ressuscitar almas para fazer sua obra!
A juventude é destaque no Reino de Deus, é através de nós que esse Reino será conquistado. Deus nos deu a tarefa de cativar almas, de sermos diferentes e separados. Os mancebos precisam ser sábios e fazer a obra.
Deus tem despertado seu povo do sono, trazido uma essência sobrenatural e trabalhado poderosamente no coração de cada um disposto a fazer a obra. Isso porque a juventude é a fase da sede, da descoberta do mundo e da vontade de mudar as coisas. A vitalidade e força de vontade de um jovem conquista o coração de Deus. Bem aventurado aquele que Deus escolhe na juventude, porque tem a oportunidade de ser um jovem tempero, sal e luz em meio as diferentes tribos que escolhe para participar, em meio as rodas de amigos, na escola, na faculdade...
O mundo vive um momento de avivamento e conquistas... uma nova história está sendo construída para o povo de Deus. Precisamos ser guerreiros e trabalhar para alargar os territórios do Reino de Deus. O Pai tem despertado para viver segundo o coração dEle. Nós somos a geração eleita, o sacerdócio santo. Vamos fazer a diferença, cada um com sua individualidade, mas com a irreverência e gás que o jovem possuiu. Deus precisa de nós para fazer a obra. Não podemos deixar passar a oportunidade de conhecê-lo mais e de mudarmos a história do mundo através das nossas atitudes.
Precisamos arregaçar as mangas e ir em frente. Ele é o dono do exército, nós somos os soldados! Sabemos que ser um jovem cristão não é fácil, é andar na contramão de tudo, é rejeitar atitudes que parecem normais, é ter pensamentos e ideias separadas, que sejam a imagem e semelhança de Cristo. “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm; todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas edificam.” I Coríntios 10:23
Entendemos, então, que temos livre arbítrio, que a escolha de fazer algo e de trabalhar para Deus é única e exclusiva nossa, mas se amamos tanto a Ele, precisamos nos esforçar e agir diferente, agir como Ele se agradaria, pois é o mínimo perto do sacrifício de amor que Ele fez e do que faz diariamente conosco. Deus tem um propósito para a juventude, uma grande obra, porém precisamos sair do banco e agir, buscar por Ele que o mais Ele fará e acrescentará em nossas vidas. Desperte-se para Cristo, Ele tem uma nova história para você!

Thayra Azevedo
*Texto originalmente publicado no Jornal Mundo Gospel de setembro de 2011 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é de suma importância. Ele será exibido após minha aprovação. Obrigada. Volte sempre. Thayra Azevedo