terça-feira, 8 de março de 2011

Dom e Dia Internacional da Mulher

O Som Amarelo, feito pela cantora e compositora Sara Bentes (deficiente visual), em 2000.
Conheça mais de Sara. Mulher, exemplo de superação.

É incrível como a sensibilidade das pessoas é capaz de transformar o mundo. Isso se torna mais forte nas pessoas com deficiências. Porque todas as pessoas que passam por dificuldades têm duas opções: ou se entregam ou vivem intensamente desafiando a vida e acreditando em dias bem melhores.

Tenho poucas pessoas especiais em meu ciclo de amizades, mas sempre tem as que se destacam mais. As que são confundidas facilmente com anjos de luz, que vieram para nos dar alegria e lições de vida.

Mais do que isso, quem não apresenta deficiências físicas já tem dificuldades de exercer certas atividades, porque o DOM não se limita à ausência de perfeições, ele se aflora em qualquer lugar e forma.

Dom é algo que vem dos céus, que não se explica. O dicionário o traduz como: Donativo; dádiva; benefício. Prenda, talento, dote natural.

E aproveitando o Dia Internacional da Mulher, trago uma mulher que é exemplo de dom e superação. Ela é deficiente visual, mas desenha como ninguém.

Parabéns para nós MULHERES e para os que são especiais e iluminam o mundo com seu amor e dom!

Um comentário:

  1. Muito interessante e oportuno! Gostei de conhecer e saber desta técnica no blog da Sara!
    Um abraço!

    ResponderExcluir

Seu comentário é de suma importância. Ele será exibido após minha aprovação. Obrigada. Volte sempre. Thayra Azevedo