segunda-feira, 22 de março de 2010

Quer morar na areia da praia?

Não, nada disso é possível. As imagens fazem parte de uma campanha fantasiosa desenvolvida pela agência Lew’Lara\TBWA, a pedido do Instituto Akatu pelo Consumo Consciente, a fim de despertar no brasileiro a reflexão sobre o impacto do que consome.

Agora a parte bizarra: muitos brasileiros comprariam esses apartamentos.

Os cartazes apelam para a exclusividade com o objetivo de vender imóveis de luxo construídos em locais inviáveis segundo a legislação ambiental. Apesar de caricata, a propaganda foi apresentada ao público como algo real – e colou.

Em parceira com o programa Fantástico, os idealizadores simularam a existência de empreendimentos imobiliários de luxo em diferentes lugares. Ergueram stand de vendas, distribuíram folhetos, fizeram site e anúncios com faixas de promoção em avião. Queriam conhecer a opinião das pessoas e esperavam o mínimo de visão crítica. Não aconteceu.

Mesmo com as características surreais (e ecologicamente incorretas) dos apartamentos, grande parte dos consumidores demonstrou interesse em comprá-los.

A aprovação dos empreendimentos foi altíssima. No litoral de São Paulo, 59% das pessoas gostaram da idéia de construir o prédio nas areias de Pitangueiras, 31% foram contra e apenas 9% não deram opinião sobre o empreendimento.

“O interesse de muitos brasileiros em comprar uma unidade em um dos empreendimentos reflete o fato de vivermos em uma sociedade em que as pessoas não sabem o que está por trás do seu próprio consumo”, explica Helio Mattar, diretor presidente do Instituo Akatu.

Mais que isso: no ato de compra, elas jogam no lixo seus valores e questões éticas.

E você, compraria um apartamento desses?

* Originalmente publicado no Blog do Planeta

3 comentários:

  1. Nosso exemplo em Volta Redonda - só que real -é o prédio da Gafisa, que está sendo erguido na subida do colégio Rosário. A imagem daquele esqueleto de tijolos subindo no meio da paisagem é no mínimo uma agressão. À boca pequena dizem que a grana que rolou para a aprovação do projeto é praticamente a mesma investida na obra.

    ResponderExcluir
  2. Cho-quei!
    Com a reação de muitas pessoas que se interessaram em comprar esses imóveis pelo Brasil afora!

    abçs
    cintia
    ~preservblog~

    ResponderExcluir
  3. Olá.. estou retribuindo a visita ^^ bjos.ótimo blog to seguindo tmb

    ResponderExcluir

Seu comentário é de suma importância. Ele será exibido após minha aprovação. Obrigada. Volte sempre. Thayra Azevedo